skip to Main Content
Fisioterapia Pélvica

Fisioterapia Pélvica

Se você, às vezes, sofre de perda de urina (incontinência), então você não está sozinho(a). Mais de 10 milhões de pessoas no Brasil experimentam alguma forma disso todos os meses.

A incontinência é um problema comum, mas infelizmente muitas pessoas com problemas de controle da bexiga não procuram ajuda, pois acreditam que nada pode ser feito.

Além da incontinência urinária, os distúrbios do assoalho pélvico incluem incontinência de intestino, prolapso (queda) de órgãos pélvicos, dor pélvica crônica, dor na relação sexual e dificuldades para esvaziar a bexiga e o intestino.

A boa notícia é que existe a Fisioterapia Pélvica. Por isso, não espere! Nunca é tarde para recuperar o controle da sua vida.

O que é fisioterapia pélvica?

A Fisioterapia Pélvica trata dos músculos do assoalho pélvico que são responsáveis pelos sistemas excretor, urinário e reprodutor de forma preventiva e curativa.

Os músculos superficiais são responsáveis pela função sexual e, os mais profundos, pelas funções de continência fecal e urinária, bem como suporte dos órgãos pélvicos.

É indicada nos casos de:

  • Pós-operatório de próstata;
  • Pós-parto;
  • Incontinência urinária de qualquer origem;
  • Bexiga hiperativa;
  • Incontinência fecal.

Como funciona o tratamento

Os recursos para tratamento variam entre exercícios cinésioterápicos, eletro-estimulação intracavitária/extracavitária e biofeedback.

Os exercícios do assoalho pélvico podem ser muito benéficos tanto para o tratamento como para a prevenção de problemas futuros.

É importante que mulheres e homens de todas as idades mantenham a força muscular do assoalho pélvico.

Mulheres e homens com incontinência de estresse, ou seja, aqueles que perdem urina regularmente ao tossir, espirrar ou se exercitar, devem se beneficiar especialmente desses exercícios.

Para mulheres grávidas:

  • A Fisioterapia Pélvica ajuda o corpo a lidar com o aumento do peso do bebê. Músculos saudáveis ​​e em forma se recuperam mais rapidamente após o nascimento.

Para mulheres que estão ou vão entrar na menopausa:

  • À medida que as mulheres envelhecem, é importante manter os músculos do assoalho pélvico fortes, porque na menopausa os músculos mudam e podem enfraquecer.
  • A rotina de exercícios do assoalho pélvico ajuda a minimizar os efeitos da menopausa no assoalho pélvico e no controle da bexiga.

Da mesma forma, os homens são mais propensos a ter fraqueza do assoalho pélvico relacionado à idade.

Os exercícios do assoalho pélvico também podem ser úteis em conjunto com um programa de treinamento da bexiga que visa melhorar o controle da bexiga em pessoas que experimentam a necessidade urgente de urinar com frequência (incontinência de urgência).

Conheça a Clínica Pilon

Você acredita que pode estar sofrendo de um problema do assoalho pélvico? Não espere mais e agende sua avaliação na Clínica Pilon.

Nossos fisioterapeutas especializados em assoalho pélvico podem desenvolver um plano de tratamento adequado para você.

Dentre as técnicas utilizadas, oferecemos:

  • Exercícios cinésioterápicos;
  • Eletro-estimulação intra/extracavitária;

Se você tiver interesse de marcar uma consulta ou falar com nossa clínica de fisioterapia, ligue para: (21) 2266-4461, 2286-8875 ou 2535-5005.

Back To Top